A MATURIDADE NOS PERMITE LOUCURAS

Celebrei um casamento diferente no mês passado. Luiz com 74 anos e Maria com 70. Ele um advogado bem sucedido, ela uma psicanalista de sucesso, bem sucedida também, decidida, bom astral. Os dois adorando a vida e tudo que a vida pode nos dar. A cerimônia foi na casa deles na Gávea no Rio de Janeiro. Só familiares, filhos, netos e amigos íntimos. Casamento diferente? Sim. Porque os dois afirmaram: Pastor! Quando muitos estão terminando ou desejam terminar, nós estamos começando. E como é lindo perceber que “o amor chega com seu tenebroso esplendor” como canta Betânia. E para isso não há dia, nem hora e nem lugar. É Geraldo Azevedo que poetiza em Dia Branco: “Na rua, na praça, na beira do mar, num pedaço de qualquer lugar”. E eu afirmo: e nem idade. O tempo cronológico não existe para o AMOR. E quando estava para iniciar a cerimônia uma amiga me mandou uma mensagem que dizia. “Há loucuras na vida que só fazemos com muita maturidade”. Viva Luiz e Maria! Viva o amor! Viva as loucuras! Viva a folia! Grande abraço do Pastor Longuini.

Leave a Reply